Ínicio / Eleições 2018 / TSE suspende decisão que deixava Paes inelegível por 8 anos

TSE suspende decisão que deixava Paes inelegível por 8 anos

Decisão inclui também o deputado Pedro Paulo, dono da campanha investigada de 2016.

O ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), concedeu uma liminar para suspender uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) que deixava inelegíveis por oito anos o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) e o deputado Pedro Paulo (DEM-RJ).

Em dezembro do ano passado, por 4 votos a 3, o TRE-RJ declarou os dois inelegíveis pela prática de abuso de poder econômico e político na campanha de Pedro Paulo à Prefeitura do Rio de Janeiro em 2016. A liminar de Mussi suspendeu a decisão do TRE-RJ até o julgamento de mérito da questão pelo TSE.

Em uma avaliação preliminar, Mussi afirmou que a imposição de inelegibilidade no caso parece “descabida à primeira vista”.

Pesquisa

Nesta sexta-feira, foi divulgado o mais recente levantamento sobre a disputa eleitoral para o Rio de Janeiro, promovido pelo instituto Paraná Pesquisas. Entre os entrevistados, o senador Romário (Podemos) apareceu em primeiro lugar, no cenário considerado mais provável pela empresa, com 24,3% das intenções de voto.

Paes viria em segundo, com 13,5%, em empate técnico com o ex-governador Anthony Garotinho (PRP), que registrou 11,2%. O deputado Indio da Costa (DEM), o técnico de vôlei Bernardinho (Novo) e o deputado Miro Teixeira (Rede) viriam na sequência, com 8,2, 6,3 e 5,9%, respectivamente.

No bloco seguinte, aparecem o ex-ministro Celso Amorim (PT), com 3,4%, o vereador Tarcísio Motta (PSOL), com 3,0%, o ex-juiz Wilson Witzel (PSC), com 2,9%. Por fim, o antropólogo Rubem César Fernandes (PPS) aparece com 0,9%.

 

Fonte: Veja

Além disso, verifique

Temor de derrota no 1º turno leva tensão ao PT

Principal revés da candidatura Haddad ocorreu no índice de rejeição, que disparou nos últimos dias ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *