Ínicio / Cidade / Cortes de Pedágio da BR-116 em Magé registram assaltos constantes

Cortes de Pedágio da BR-116 em Magé registram assaltos constantes

População deve estar em alerta, principalmente em horário noturno.

Parado perdeu! Essa frase de comando imperativo, tem sido testemunhada por muitos moradores de Magé e Guapimirim ao se deparar com a difícil escolha de pagar R$ 12,60 para entrar em Magé pela Br-116 e saindo da cidade retornando a região serrana, caminho de muito trabalhadores, estudantes e população local de modo geral.

A barreira criada pela Empresa CRT, que administra a rodovia com a chancela do DNIT, encurrala os moradores a escolher caminhos alternativos para fugir dos encargos que encarecem o custo de vida da sofrida população dos dois municípios Magé e Guapimirim. A alternativa então é buscar nas vias alternativas da cidade, uma opção para economizar R$ 50,00 reais do ir e vir, que agora é ameaçada por assaltos constantes.

Vias alternativas sem alternativa. 

Em relato de populares na noite passada, quinta-feia 30/11, assaltantes fortemente armados em dois veículos, assaltavam quem passava pelo local. Nos relatos registrados nas redes sociais, homens armados com fuzil abordavam os motoristas, obrigado a entregar todos os seus pertences.

No mato sem cachorro 

A situação do mageense, do guapimiriense é amarga, ou perde aqui ou ali, a verdade é que estamos no mato em sem cachorro. Apesar de todos os esforços da tropa do 34º BPM de Magé, se desdobrar para policiar a extensa área de patrulhamento de responsabilidade da corporação, casos como os apresentados nessa matéria continuam acontecendo.

Moradores pedem a intervenção das autoridades das cidades que tomem providências urgentes para evitar que vidas sejam ceifadas em ações criminosas, proporcionadas por riscos constantes contra a integridade do cidadão de nossas cidades, especialmente em época de final de ano.

Antonio Alexandre, Magé/Online.com    

 

 

 

Além disso, verifique

A mídia desesperada de Magé. Blogs a desserviço da população.

Clima eleitoral desvia foco de informações e tornam blogueiros cabos eleitorais remunerados de interesses unilateral. ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *